Entrada em grande

Mesmo antes de 2012 terminar já circulavam rumores de que estariam prestes a surgir novidades da Fujifilm e não foi preciso esperar muito pelo anúncio oficial das novas Fujifilm X100s e Fujifilm X20.

Fujifilm X100s

É revelador o facto da sucessora da X100 não ter sido baptizada de x200: o mero acrescentar de um “S” ao nome original sugere que esta nova máquina é essencialmente a mesma, mas afinada ao som das opiniões que os utilizadores da X100 têm manifestado nos últimos dois anos. Se muitos problemas da X100 original foram colmatados (ou pelo melhorados) com actualizações de firmware, outros só poderiam ser completamente resolvidos com nova tecnologia e com o know-how que a Fujifilm tem entretanto adquirido a fabricar as novas máquinas X-Pro1 e X-E1.

A velocidade sempre foi a principal queixa de um público já demasiado habituado às instantâneas dSLR, e este problema parece ter sido atacado em todas as frentes na X100s: um novo processador, maior memória buffer, novo motor de foco e a inclusão de píxeis  phase-detecton embutidos no sensor prometem satisfazer o fotógrafo mais impaciente.

Para além da velocidade também foi actualizado o visor electrónico que agora tem uma resolução e taxa de refrescamento equiparável ao da concorrência. Esta actualização pode parecer pouco significativa tendo em conta que um dos pontos fortes da X100 é o seu visor óptico híbrido que inevitavelmente condena o visor electrónico a um uso secundário, mas esta actualização abriu caminho à inclusão de duas tecnologias para foco manual muito interessantes: o já conhecido focus-peaking utilizado nas Sony NEX e um prometedor simulador electrónico de foco split-screen que imita o das máquinas rangefinder tradicionais.

Por último refiro a actualização que me deixou mais reticente. Tal como nas máquinas mais recentes da gama X da Fujifilm, o sensor da X100s terá a tecnologia X-trans que teoricamente oferece uma grande vantagem em termos de resolução e ruído, mas o facto de ser uma tecnologia recente e exclusiva da Fuji tem levantado problemas com a descodificação dos ficheiros RAW nos diversos softwares de edição de imagem e que tem levado grande parte dos utilizadores de máquinas com estes sensores a fotografar no limitativo formato JPG. Aparentemente o algoritmo de descodificação interno das máquinas faz um melhor trabalho a processar as imagens em bruto e convertê-las para JPG do que programas de topo como Lightroom ou Capture One, mas esta situação pode mudar em breve, uma vez que a Fuji se disponibilizou a colaborar com os engenheiros de software a fim de colmatar este problema.

Fotografo com a X100 há pouco mais de um ano mas posso afirmar que é a máquina com que mais gostei de fotografar até hoje, mas apesar de as melhorias da X100s parecerem significativas não me fazem ter vontade de trocar de máquina. Mas se falarmos da Fujifilm X20 a conversa é diferente…

Fujifilm X20

Ao contrário da X10 que está apenas disponível em preto, a X20 permitirá escolher entre o preto e o metalizado (e esta pequena máquina é mesmo feita em metal, não há aqui plástico brilhante).

A Fujifilm X10 foi concebida para ser uma máquina compacta para fotógrafos exigentes e uma das características mais importantes para conseguir chegar a esse público foi a inclusão de um visor óptico. Apesar de esta máquina ter sido bem aceite, a crítica mais referida pelos seus utilizadores foi a falta de informação no visor que os privava de dados tão importantes como a confirmação de auto-foco. Com a nova Fujifilm X20 este problema parece ter sido resolvido com a inclusão de um painel digital transparente no visor que permite sobrepor todas as informações essenciais. Resolvida esta falha, os utilizadores têm agora que continuar a batalhar pelo melhoramento de outra das maiores críticas à x10 e que se mantém na X20: o visor continua a ter uma cobertura de apenas 85% do enquadramento que me leva a questionar se não seria mais sensato (e menos dispendioso?) substituir o visor óptico por um visor electrónico de alta-resolução.

Como seria de esperar, a outra grande modificação da nova X20 está no sensor: tal como a X100s, esta X20 terá também um sensor com a tecnologia X-trans (que levanta as mesmas questões referidas anteriormente) e também com píxeis phase-detection embutidos para auto-foco ultra-rápido.

Foi para mim uma desilusão a opção de descartar a tecnologia EXR na X20, que constava na anterior X10, e que permitia baixar a resolução das fotografias de 12 para 6 megapixeis obtendo assim ganhos no alcance dinâmico e redução de ruído. Outra desilusão foi o facto de manterem um sensor de 2/3″ quando a tendência aponta para a inclusão de sensores maiores nas máquinas compactas* (como no caso da recente Sony RX100 com sensor de 1″).

Convém contudo lembrar que um sensor de 2/3″ é maior que o de 1/2″ comum à maioria das compactas e que recentemente a Fujifilm referiu que este novo sensor consegue ultrapassar em qualidade de imagem a Sony RX100 e até os relativamente maiores sensores micro fourthirds de 12mp.  Apesar de encarar estas afirmações com muito cepticismo (é difícil contornar as leis da física), confesso que anseio verificar a sua veracidade: apesar de adorar a X100, ter uma máquina com uma objectiva zoom luminosa como a da X20, oferecer-me-ia uma versatilidade interessante.

* a inclusão de sensores maiores nas compactas permite-lhes oferecer vantagens qualitativas em relação aos smartphones com os seus sensores minúsculos, mas mesmo assim não existem certezas quanto a isto: o Nokia 808 PureView tem um sensor de 1″ e 41(!) megapixeis, apesar de toda esta resolução servir maioritariamente como margem de manobra para zoom digital.

---

Sobre contextofotografico

Falar a apreciar fotografia em português.
Esta entrada foi publicada em máquinas fotográficas, novidades. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s