Os postais que são mais que postais

Postcards from America - Magnum Photos

Num acrescento ao artigo “Livros de valor acrescentado“, menciono agora uma edição muito especial da Magnum Photos, o livro/colecção de objectos “Postcards from America“.

Este livro é o resultado de uma road-trip (penso que aqui se justifica o estrangeirismo) pelos E.U.A. realizada em 2011 numa auto-caravana com os fotógrafos Paolo Pellegrin, Jim Goldberg, Susan Meiselas, Alec Soth, Mikhael Subotzky e o escritor Ginger Strand.

O termo “fotografia de postal” tem vindo a adquirir uma conotação pejorativa. Na sua generalidade as fotografias utilizadas para este fim são lugares comuns de  gosto duvidoso. Não sei ao certo se este trabalho é uma tentativa de revitalizar ou reeinventar o género – até é provável que não passe de um título irónico – mas as fotografias deste trabalho não são meros postais: são imagens atípicas, com um cunho experimental e bastante reveladoras da diversisade de abordagens e “formas de observar” de cada um dos autores envolvidos.

Sempre tive dificuldade em perceber a ideia de fotografar em grupo. Excluindo fotógrafos de retrato (por razões óbvias) ou de estúdio (e outras situações em que se justifica apoio técnico) vejo o trabalho do fotógrafo como algo inevitavelmente solitário: procurar e encontrar fotografias depende em grande medida da concentração e insistência do fotógrafo, características facilmente afectadas por uma eventual companhia.

Mas consigo conceber que de uma road trip possa resultar um trabalho muito interessante. Uma viagem deste género pressupõe por si só um projecto – uma meta – e o facto de ser uma experiência contínua torna todos os acontecimentos e intervenientes parte integrante do projecto. É prova disto a participação de Alec Soth, um autor intrinsecamente ligado à solidão quer na abordagem quer na temática, e que produziu aquele que considero o portfolio mais consistente neste projecto.

Alec Soth - Postcards from America

© Alec Soth/ Magnum Photos

Por esta altura deve ser já bastante evidente a admiração que tenho pela Magnum Photos. De facto, faço continuamente referência a esta agência porque muitos dos fotógrafos que mais admiro pertencem à Magnum. Gosto da sua história e da variedade de autores que a integram que a faz equilibrar-se entre duas posições na fotografia: a objectividade documental e, pela qualidade dos resultados, a arte. De qualquer forma prometo tentarei nos próximos artigos quebrar este ciclo e falar de autores alheios à Magnum.

Podem ver mais imagens do livro e adquiri-lo na página oficial onde também encontrarão ligações para o blog e facebook do projecto.

---

Sobre contextofotografico

Falar a apreciar fotografia em português.
Esta entrada foi publicada em fotógrafos estrangeiros, Livros, Magnum Photos com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s